Rio Senna, Paris/França - Janeiro, 2010

domingo, 20 de março de 2011

Hey queen, I'm here! - Parte final

             Antes de fechar com grau alcoólico elevado a odisseia londrina, quero anunciar que já tem nova presepada à vista: No próximo dia 2 de Abril vou para a Alemanha e permanecerei em Berlim, num total 5 dias viajando. Já comprei um walking tour de 3 horas e meia sobre o 3º Reich que com certeza vai dar o que falar neste nosso recurso de comunicação. A preparação ainda não começou a ser feita com toda a idiossincrasia que merece vindo de mim, mas já dá sinais que vai dar mais trabalho planejar algo em deutsch!

The week...end!

             Do final de semana em Londres, posso tirar de emocionante para compartilhar: As atividades culturais relacionadas à gastronomia mundial e uma festa estranha com intercambistas esquisitos das seguintes nacionalidades: Brasileiros, espanhóis, ingleses, franceses, italianos, russos, chineses e japoneses. Brasileiras lógico, eu e Bruna Vellasco.

Portobello Road

             A Portobello Road é uma longa rua no bairro de Nothing Hill que abriga comércios, artistas, variedades gastronômicas e... muita gente! É conhecido também pela variedade de antiguidades que são expostas e como Portobello Market pois é bem propício às compras: Comprar aqueles presentes para os queridos e uma infinidade de coisas que você não poderia imaginar. Coloquei um hiperlink no Portobello Road acima já que os comerciantes são associados e têm um site, caso se interessem. Segundo eu li, a feira com a qual me deparei, só acontece aos Sábados, mas o comércio são 6 dias por semana. (Quando fui, decidi ir no Sábado por aconselhamento de um dos guias que li onde há sugestões de passeios típicos para cada dia).
             Senti-me na Feira Hippie de Belo Horizonte (que de Hippie não tem nada, mas isso são outros quinhentos!). Aquelas compras todas e as delícias dominicais sagradas para quem vai. Ainda me sentindo um pouco familiar nesse aspecto belorizontino, encontramos, eu e minha fiel companheira de ousadias, um lado "Oiapoque" na Portobello Road. Maquiagem da MAC à preço de banana! Explico aos meus amigos de fora de BH que "Oiapoque" é um shopping popular em Belo Horizonte, construído para retirar os camelôs das ruas e a mercadoria comprada aí é muito barata.

"Um lugar chamado Nothing Hill"

Artistas de rua

 
Tal qual no filme "Um lugar chamado Nothing Hill", o lugar é simpático mesmo, cheio de casas fofas e coloridas.

Crownded!
 


"Pink e Cérebro"



             Na foto acima, estamos comendo um quitute que devia estar muito ruim pelas nossas caras. rs. Recomendo a todos na oportunidade de estar em Londres. Não sei o nome! rs É um wrap (embrulhado) de camarão. Camarão, assim, aquele bonito, feito cheio de temperos e exalando um cheiro maravilhoso! O wrap é feito da mesma maneira como o durüm kebab (sanduíche turco muito conhecido entre os intercambistas por ser barato. Particularmente sou apaixonada!) com alface cortadinha, um molho picante e uma maionese temperada . 4 pounds, e dá pra dividir no meio e comer de dois!
             Depois de ser feliz em Nothing Hill, fui sozinha pegar qualquer ônibus que me desse na telha e fazer um sightseeing mais barato que o convencional. A idéia era desfrutar de um passeio de sonho infantil no segundo andar dos típicos ônibus de Londres. Não tenho idéia de onde cheguei, fui até o ponto final, desfrutei de um parque e depois voltei no mesmo ônibus para a Oxford Street. Ouvi que já pensaram em retirar esses ônibus das ruas, mas desistiram porque já é um dos ícones da cidade da rainha Elizabeth.
 
 
 
 
             Já que a "ousadia é non stop" ( by Bruna) e é de conhecimento que a maioria das pessoas espera alguma coisa de um Sábado à noite... eu não sou diferente! Ainda mais quando o lugar também é diferente. Fiz mil planos de ir em uma badalada boate chamada Ministry of Sound , mas não tenho nada a declarar já que fui parar em uma festa estranha com gente esquisita levada pela fiel companheira, que como graduanda em Direito, sabe beeeeem como induzir ao erro. (Gargalhadas) E festa de intercambista, segue o mesmo ritmo de festas de acadêmicos que ainda não possuem de muitos recursos financeiros: Cada um leva o que vai beber, o que vai comer. E é lógico que eu tive problema com um folgado que chegou sem o seu! O meliante tascou a mão em uma das minhas garrafas de Cabernet-Sauvignon comprada na medida para ficar no auge. O fim dessa parte? Recuperei a minha garrafa na maior cara de pau tanto quanto a do individuo. Aaaaah, eu sou assim gente, eu levo o que vou beber mesmo! Se rola uma permuta, a gente vê na hora!
            A festa foi bem animada, o álcool de fato age como lubrificante social e interagimos mais com as francesas simpáticas, as russas frenéticas e os italianos saidinhos (óbvio, a galera não pode ver uma brazuca que se assanha!). Resultado:
 


Domingo, sem sombra de dúvidas, foi um dia de ressaca, mas nem por isso deixamos de ousar! Fomos a outro lugar, desfrutamos da parte essencialmente gastronômica e altamente recomendável:  Camden Town, especificamente no Camden Lock Place.


 
 
           Nesse lugar, é possível degustar uma grande variedade de pratos típicos de países diversos a preços moderados. O mais interessante que percebi, ao menos nas tendas asiáticas, foi que os atendentes ficam com um garfo na mão para atrair o passante a degustar gratuitamente. "É cilada, Bino!" ha-ha-ha Ao degustar, começam a tentar te vender por 4 pounds uma espécie de marmitex com variados pratos. Não adianta tentar dar desculpa que está just looking, eles vão abaixar o preço e vão tentar de uma maneira desesperadora que você leve! Me convenceram a comprar por 2 pounds. Comida regada e saborosíssima! Portanto, no Camden Lock Place, haja como se estivesse com turcos e pechinche! Fica a dica!
 



             Por curiosidade, procurei uma tenda de comida brasileira e a encontrei! Os nossos pratos típicos? Arroz, feijão preto, brigadeiro e coxinha de catupiry. E tava tocando Engenheiros do Hawaii! rs
Empanturrada como já se podia prever, o final do Domingo foi curtindo uma "siesta" com ressaca e preparando para o retorno à Barcelona na Segunda-feira.
A última imagem de Londres foi registrada assim- eu e minha mala - jogadas ao sol :



See you na presepada germânica!

 
 

2 comentários:

  1. Divertidíssimo relato final de Londres. Valeu a pena, no fim das contas!!
    Boa lembrança aí pro Kebab, esse salva a vida mesmo. Mas um kebab de Liverpool quase me matou, pergunte à Marcela Palhares. Tem foto registrando o engasgo.
    Não fui à Portobello, mas o texto e as fotos dão uma idéia do quão legal é o lugar.

    Acrescentando ao post, vale dizer que Camdem Town, onde fica o Camdem Lock, é um bairro alternativo, habitado por muitos músicos, estúdios de tatuagem e piercing. E, nos anos 70, foi o berço do nascimento do movimento punk-rock. Sex Pistols e The Clash nasceram aí!

    Boa sorte e muito proveito nas terras do 3o. Reich agora!

    ResponderExcluir
  2. Gente, que delicia!!!
    Adorei seu blog, como você escreve.
    Dei muitas risadas, principalmente quando disse da sua fiel companheira ser advogada e induzi-la ao erro; e do meliante que pegou sua bebida.
    Os ônibus não podem sair de circulação, eu quero andar neles ainda.
    Parabéns pelo blog, é show. Gostei mesmo.

    http://chooseyourtrip.blogspot.com/

    ResponderExcluir