Rio Senna, Paris/França - Janeiro, 2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Buscando un piso

Antes de começar a relatar a via-crucis que foi encontrar um lugar para morar em Barcelona, gostaria de contar algo interessante que encontrei essa semana (já que falei tanto de táxi da última vez! rs.): Os táxis de Búzios agora têm Twitter e site próprio (@buziostaxi , http://www.buziostaxi.com.br/ ) e estão estudando junto com o prefeiro (@mirinhobraga) possíveis mudanças.

Olha que legal! Ponto pro balneário!

Enfim, achei justo comentá-lo!

___________________________________________________

Falando em via crucis...

Como disse no último post - "próximo desafio: encontrar um lugar para morar em Barcelona" - próximo desafio mesmo, porque encontrar um lugar para morar em uma cidade que você não conhece, não tem referências seguras, não fala tão bem o idioma quanto desejaria pra enfrentar com segurança esse tipo de situação, não tem idéia de como é a cultura ou os gastos locais...

A vida boa de ar condicionado e ótima habitação teve deadline até a Sexta-feira (27 de Agosto), ou seja, eu tinha 3 dias para encontrar um novo lugar para morar e ponto. Eu não ia pagar mais diária nenhuma em hotel nenhum.

Na Quarta-feira, 25 de Agosto, foi impossível acordar antes das 15h.
Aquele banho gostoso, aquela cama de casal e aquele ar condicionado... (já deu pra perceber o meu prazer com ar condicionado né?! rs) colaboraram para me recompor depois das minhas últimas 24 horas em trânsito.

Na Quinta-feira, 26 de Agosto: Corpo mole zero.
Acordei cedo, corri e 9h parti em busca de um piso .

Compartir piso

O aluguel por aqui é muito caro - com crise então! - as pessoas não se dão ao luxo de ter quartos vazios em seus apartamentos, portanto, é super normal alugar um quarto dentro da sua casa para uma pessoa estranha. Isso se chama compartir piso , em português seria como dividir apartamento.

Agora que todos os meus leitores sabem o que é o tal compartir piso, posso começar a contar a minha via crucis...

Bem, até a parte de alugar um quarto e conviver com gente estranha, tem algo no meu país que se assemelhe: uma república de estudantes, pensão.
Cheguei com a expectativa de encontrar algo parecido para morar, me enturmar e ser feliz na Barcelona.

Primeira coisa que eu fiz, na verdade, foi saber onde era a minha faculdade e me localizar no mapa, depois disso eu ia saber a distância até cada uma das moradias que tinha pesquisado.

(Minha faculdade está no Passeig de Gracía, que hoje eu sei que é o "centrão" turístico de Barcelona: Gaudí para todos os lados, ônibus turísticos a todo momento, Gucci, Louis Vitton, Bvlgari, e por aí vai...)

Segunda coisa que fiz foi pesquisar em sites as ofertas.
Sim, eu estava procurando pisos em sites dedicados a isso. Parece coisa de doido, mas não é.
Há inúmeros sites de busca para pisos em todos os cantos de Barcelona. A prática é tão comum que eu me senti como no Mercado Livre: tudo quanto é tipo de piso, companheiro, valor, bairro, "muquifo", "barraco"...

"A odisséia"

Quem já leu no primário esse livro que conta da longa viagem de Ulisses - que durou 10 anos - de volta a Ítaca, depois do fim da guerra de Tróia?
Bem, odisséia hoje se refere a qualquer viagem longa, pois bem, eis aqui a minha.

OK. Agora é bater perna né? Eu, meu mapa, minha garrafinha d'água, óculos de sol e claro, meu protetor solar.
Não saí do Rio de Janeiro pra ter CÂNCER DE PELE na Espanha. (rs).

Andei muito, vi de tudo.
Me recuso a comentar, com riqueza de detalhes, o que eu encontrei antes de pegar o lugar onde moro hoje.
Meu Deus! Uma galera que viaja nos preços!
Rá... e o quarto sem janela para uma casa de 10 pessoas?
Onde já se viu quarto sem janela gente? E o preço? Melhor não comentar a especulação imobiliária barcelonesa.

Teve um cara, um cubano, que eu fui olhar o piso dele. Ao entrar, ele me pediu desculpas pela casa estar uma zona, mas era porque ele tinha se mudado recentemente:

-Ah, tudo bem, mas quando você se mudou?
- Em Junho.

Pelo amoooooooooooooor de Deus! Sua casa tá uma zona até o dia 26 de Agosto? - Foi o que pensei - Isso não vai dar certo.

Depois de olhar uns sixty billion pisos, QUASE, fiquei no apartamento desse cubano, porque apesar de não ser organizado e ter um gato e ter também bolas de pêlo e poeira rolando pelo chão, me parecia boa pessoa.
Ah! E tinha também uma mania ecológica com a água fria que saía durante o primeiro minuto do banho: todos tínhamos que guardar essa primeira água para jogar nas plantas ou para limpar o chão da casa.


Por sinal, nem ele estava fazendo isso.











Pausa pro riso. Pode rir, é engraçado depois que passa!
(Não sei você, mas eu estou rindo muito disso AGORA, porque na hora eu quis chorar!)

Meus caros amigos, vocês podem acompanhar que o meu grau de expectativa realizada foi zero!
A tal moradia que eu gostaria de ter encontrado, com estudantes da minha idade foi por água abaixo. A maioria dos estudantes estava de férias em suas cidades e não estavam por aqui para mostrar seus pisos antes do dia 15 de Setembro.

Estão lembrando que eu deveria sair do hotel até meio dia do dia seguinte?
Pois bem, na Plaza Espanya, com um sol da PORRA na minha cabeça, eu QUASE sentei e chorei.

Antes de gritar o SuperMan ou o Chapolin Colorado, eu liguei pra uma das últimas opções que eu tinha pegado na internet, já sem esperança de que seria boa, pois o anúncio era bem sucinto.
Fui ver, TUDO MUITO LIMPINHO E ORGANIZADO, bom de preço, 8 minutos à pé da faculdade, bem, aqui estou hoje, Carrer de Corsèga.

Como nada fácil na minha vida... eu não poderia me mudar no dia seguinte, teria que esperar até o dia 1º de Setembro.

A odisséia continua...

Menos mal, mas até lá, onde eu fico?
Bem, aí o amigo de uma amiga minha do Brasil pediu para que uma amiga dele me alugasse um quarto na casa dela, pois era mais próximo do centro de Barcelona do que de onde eu estava.
Lá foi eu transportar meus 70 kg de bagagem.

Por favor, me poupem de falar mal de mais um taxista, tô de saco cheio.
Porque além de me desgastar mais uma vez com essa figura, dessa vez uma mulher, me desgastei com a recepcionista do hotel que não me chamou quando o táxi chegou e o taxímetro começou a rodar...

Tá achando o que fia? Que tá em BH? Que o taxímetro é ligado na porta quando você bota o pé no táxi? Ledo engano...

-Este táxi es mío? (10 horas da manhã)
-No lo sé!

Como "No lo sé" sua ANTA? Você ao trocar de turno, não se intera com seu colega do que ocorreu? ? ? Não tem um caderninho aí na sua recepção que anota tudo? Ainda mais táxi! - foi o que pensei, não disse porque meu nível de espanhol ainda não me permitia bater boca com alguém (Rá, já bato boca em espanhol agora! rs.) e o taxímetro a minha espera rodava em EUROS.

Porém, há um fato que eu tenho que comentar é: OS CINCO ANDARES QUE EU SUBI COM MEUS 70 KG DE BAGAGEM SEM ELEVADOR.

Sem mais, essa hora eu queria chorar de verdade!

A senhora que me alugou o quarto mora na Ciutat Vella que é o bairro gótico daqui de Barcelona, ou seja, as construções são muito antigas (aliás, eu tenho a impressão que Barcelona é toda antiga, isso eu não gosto, eu gosto é de prédio novo pra morar! Prédio antigo é pra tirar foto, desculpem-me.).
Aqui, segundo me explicaram é assim:

-Planta baja, que seria o nosso térreo;
-Entre pisos, que seria o nosso 1º andar;
-Principal, que seria o nosso 2º andar.

Depois disso que começam as outras plantas, ou seja, andares. O 3º andar aqui é o 5º, deu pra entender?

Até aqui, deu pra relaxar um pouco até o dia 1º de Setembro.
No próximo post, comentarei da minha ousada empreitada em conviver com as pessoas estranhas. (rs.)

Hasta!

2 comentários:

  1. Mas que bagunça esse sistema de pisos da Espanha! Lembro que em Portugal também tinha uma confusão: pisos negativos. Vc entra no elevador e tem lá o andar -4, -3, -2, -1, 0, 1 e 2. Geralmente o 0 é o nosso "segundo andar".
    Esse povo ibérico não manja nada mesmo... hehehe

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Que confusão! rs.
    Obrigada pelo seu comentário Pedro!

    ResponderExcluir