Rio Senna, Paris/França - Janeiro, 2010

domingo, 31 de outubro de 2010

On trip: Logroño - Fiesta de San Mateo e aniversário chinês



Hoje vou atualizar dois posts já que no próximo final de semana é meu aniversário e estarei no "rincón de mi corazón", Logroño. Chegarei de Logroño, cheia de novidades como sempre, até porque vou fazer uma rota de degustaçao. Estou animadíssima!
O post a seguir foi escrito no dia 20 de Setembro, assim que eu cheguei de Logroño pós festa de San Mateo. Nao postei antes, por motivos sistemáticos: Nao atrapalhar a ordem cronológica das coisas!
 Aí vai...


"É inevitável bater uma depressãozinha pós viagem depois de um final de semana intenso com pessoas queridas, fazendo novos amigos e acontecimentos tão contrários à rotina.

La Rioja, terra marcada pela tradição do vinho, em sua capital, Logroño, deu-se início no último 18, as festividades de San Mateo que levam o sobrenome de "Fiesta da Vendimia", dada pela proximidade das datas com a colheita da uva.
San Mateo que não é o patrono da cidade e sim, San Barnabé, pude observar que as manifestações de caráter popular - que duram uma semana - têm por mim o alvoroço comparado ao Carnaval brasileiro.

A cidade pára. Saem todos pelas ruas - crianças, jovens, senhores de idade - é uma alegria só!

Festas de interior, para mim, é algo muito interessante.
Gosto de observar as tradições alheias (agora na Espanha, então!) e além de beber e comer, realizo algo 'cultural e antropologicamente interessante'.

Como se não bastasse a tal Festa de San Mateo - considerada a festa do ano - para movimentar o meu final de semana, foi aniversário de duas amigas chinesas. Isso mesmo, chinesas - Suzy e Ana.
Suzy e Ana são os nomes ocidentais que elas adotam, porque logicamente, é impossível compreender e dizer com tanta naturalidade, o nome delas em chinês.

"Seguir viagem...tirar os pés do chão!"

Apesar de dar início ao post falando sobre a Fiesta da Vendimia, a razão para eu sair de Barcelona foi o tal aniversário chinês.
Fiz as malas na Sexta-feira com aquela emoção de sempre: Colocar coisas na mochila, preparar as pilhas pra máquina, preparando o alto astral, imaginar como vai ser...
Eu estava mal - humorada na Sexta-feira a noite por causa de algumas coisas, mas sabia que ao pegar as malas e partir, ia me deixar levar... Sempre funciona!

Saí de Barcelona ainda na Sexta-feira à noite depois da aula.

Presenciei um assalto dentro do metrô de Barcelona a um senhor com sua esposa.
O meliante tentou pegar a carteira, o senhorzinho viu a tempo, gritou e um monte de gente foi em cima ! Na porta do metrô!
Eu via a hora que todos iam ser cortados ao meio e eu, perder o último ônibus para Logroño.

Se me permitem fazer um comentário: Fiquei muito triste pelo velhinho.
Isso me lembra uma história de um livro que se chama "Assassinatos na hotelaria" em que o casal junta por muitos anos dinheiro para fazer A viagem e muitas coisas saem erradas devido aos meus serviços prestados.
Agora, onde já se viu, Barcelona, Sexta-feira, em plena Estação Catalunya, não ter nenhum mosso d'esquadra?
Essas são as mazelas do Turismo.

Ao ver que a mão do velhinho estava machucada, eu corri pra pegar um band-aid que sempre levo na mochila e dei pra ele.
Ele abriu "mó" sorrisão para mim, não quis aceitar, mas eu insisti.
Bem, acho que depois dessa má impressão de Barcelona, espero que ele fique feliz pelo menos de ter ganhado um band-aid de uma "mocinha".


Ah! Consegui pegar o ônibus depois de correr muuuuuuuito!

Comecei a observar a estrada, por onde passávamos enquanto dividia a atenção com um livro.
Eu gosto de estrada! E vou repetir isso incansáveis vezes , porque eu realmente me emociono!

Nova então, nem se fala... já não era mais a 040 que eu estava olhando, eu estava numa autopista em outro país.
Ao fazer o trecho Rio-BH, eu já nem mais prestava atenção, já sabia de cor.
Pra variar, eu nunca chego em horário normal, cheguei às 5 da manhã, um frio do cão (e ainda não é inverno!) e fui caminhando até chegar na casa das chinesas.

No caminho ainda ensinei a um bêbado pertido onde era a Concept! (Concept é uma das principais baladas de Logroño!)


O aniversário chinês

Não tem coisa mais bonita que chegar de madrugada, cansada e ser recebida com aqueles olhinhos puxados, sorrindo, com a cama pronta pra dormir, perguntando se quer água, comida, se está tudo bem.
Aliás, pra ser bem sincera, eu tenho apreço imenso por gente que sabe receber bem as pessoas, ser um bom anfitrião.
As chinesas, sabem fazer isso muito bem, inclusive.


Meus amigos perguntam sempre como é minha comunicação com elas.
Um amigo, certa vez fez uma comparação bem terrível, mas um tanto quanto engraçada: "Deve ser como eu bêbado tentando falar com meu sobrinho de 1 ano".


Não vou dizer que é fácil minha comunicação com elas, porque não é.
Eu gosto delas, elas de mim, falamos sobre nossos cursos de graduação, nossos países e curiosidades gerais sobre os costumes de cada uma.
Eu me aproximei delas, a princípio, porque meu jeito chamava atenção delas (Não me diga! rs) e depois porque são, principalmente, pessoas muito amorosas, equilibradas e isso eu também aprecio muito.

Eu me abri para os costumes delas e elas para os meus. Ponto. Quando não falamos espanhol, falamos inglês e quando assim não dá, falamos a do coração e a gente se cala.


Pela manhã, depois de acordar, me dei conta que tinha 8 chineses na casa.

Rá! Um barato só!

Já estavam fazendo a comida - era um almoço de aniversário - todos muito agitados, conversando, ajudando uns aos outros.


Agora, imagine você... lembra-se do seu último Carnaval? Aquela casa em Diamantina, Ouro Preto? Aquela cozinha da casa... como ela era e como ela ficou até a Quarta-feira de Cinzas?
Então, a cozinha das minhas amigas chinesas é permanentemente assim.

Eu não entendo como as coisas funcionam com tanta harmonia naquela bagunçaaaaaaa!


Chegaram mais 4 chinesas e a mesa se encheu de comida de todos os tipos.

Éramos 13! 12 chineses e 1 brasileira!

Todo mundo com "roupa de festa", inclusive eu, coloquei uma maquiagem para não fazer feio nas fotos.

Na hora do aniversário, os aniversariantes se levantam, fazem um pedido, como se tivessem rezando de fato e depois cantaram o "Parabéns" em chinês.

Começamos a comer, lógico, fiz questão de comer com os "palitinhos", mas como todos sabem da minha falta de destreza com o artigo, já tinham separado até o garfo para mim. rs
Eu gosto muito da comida que elas fazem, cozinham muito bem e a quantidade de pimenta também é bem pesada.
Sempre que vou comer com elas, compro uma garrafa de suco de pêssego e sempre a tomo quase inteira durante a refeição.
O aniversário durou a tarde inteira e depois fomos para as programações da festa de San Mateo.


Fiesta de San Mateo - Primeiro dia, 18/09


Dei uma fugidinha com a Mei Li, fomos ver "recortadores de toro" . Os recortes que eles falam são as acrobacias e as provocações que eles - os recortadores - fazem para chamar a atenção e/ou desafiar o touro.

O. K. Bacana. A Mei Li me fez gastar 15 euros para ver isso. Não quero mais ver isso na minha vida. Passei 2 horas com medo de algum daqueles rapazes se machucarem - por fim um tomou um chifre no rabo e um monte de gente teve que entrar na arena.

Valeu a experiência.


De noite, as chinesas resolveram fazer uma festa regada a álcool em casa e jogar um jogo que me pareceu o nosso Perfil ou Imagem e Ação.

Orientais para um lado, ocidentais para outro.

Fui "salir de fiesta" com a Deborah, a australiana que eu conheci da outra vez nos cursos de língua e cultura espanhola.

A via crucis começou em um show de uma banda espanhola.

Enquanto as amigas dela estavam frenéticas, tomando o tal do calimoxo (vinho e Coca-Cola) em botellón (garrafas grandes de 2L!) cantando músicas que a gente obviamente não conhecia, dançamos e colocamos a conversa em dia, em espanhol.

A Deborah sempre faz questão da gente conversar com ela em espanhol e não em inglês.

Após o show, fomos para os bares...! Aaaaaah!

Sai, entra, muda de bar!
Steel, Stereo, Absolut, Crocodilo... a tope mesmo estava o Absolut!
Nem passei no People desta vez, que é o meu favorito.

Deixa- me explicar o esquema dos bares em Logroño:
Esses bares são como boates, tem DJ, não paga pra entrar, você entra e fica ali se divertindo, bebendo... só bebendo, né? Porque antes, você já salio de pinchos e se fartou de tapas pela Calle Laurel.
Dança a tope, bebe e se quiser troca de bar (a idéia é ir em vários em uma noite só) e depois das 3, 4 da manhã, vão para a noitada de verdade - que paga! - na Yo Que Sé ou na Concept.


6:45, fim do primeiro dia!

Domingueira logronhense

As manhas em Logroño sao bem agradáveis. Um solzinho gostoso, com aquele friozinho.
Logo cedo, fui comprar minha passagem de volta para Barcelona e acompanhar a Mei, pois ela agora estuda em Madrid e tinha que voltar cedo.
A minha querida chinesa perde o ônibus e na maior tranquilidade compra outro bilhete.

Eu já tinha xingado "a puta que o pariu e os caralho" e é por isso que eu fico perto das chinesas: quanta tranquilidade!
Saímos, batemos fotos na fonte de vinho, tomamos café juntas e esperei a hora do próximo ônibus dela enquanto conversávamos sobre várias coisas.

Detalhe - Cheguei a conclusao naquele dia que eu tenho mais fotos com a Mei Li do que com qualquer outra pessoa na face da terra.

Depois disso, fui "morgar" lá na casa dos brazuca: Marcelo, Humberto e a Gabi.
Fizemos um almoço, vimos Titanic em espanhol e marcamos de sair mais a noite.

De noite nos metemos em uns buracos e levamos também as chinesas - Yolanda e Suzy.
Foi super legal, mais uma vez meu dia se encerrou tarde.
A Gabi me fez companhia dormindo na sala junto com a visita (eu! Que saí da casa das chinesas e fui dormir lá!) até dar a hora de eu pegar meu ônibus de volta para casa.
Pessoas companheiras também ganham pontos comigo! ha-ha-ha.

Dentro do ônibus, nem vi mais a estrada de tao cansada.
Mais uma vez, estar em Logroño foi muito especial e desestressante".



Um comentário:

  1. Me explica COMO QUE EU AINDA NAO TINHA VINDO AQUI LER ESSE BLOG?


    ADOREI!
    Vou ser seu leitor assiduo agora Renata!


    Fico feliz em ver que a vida por ai está ótma (e não me fale o contrário, pq eu tenho certeza que está!) e digo mais uma vez que eu te admiro IMENSAMENTE.

    Você é uma das pessoas mais livres e independentes que eu conheço e ouso dizer que não exista nada nesse mundo que você não consiga!


    Já gostei das chineas, da Espanha e so senti falte de ver fotos?

    cade?

    beijos!

    ResponderExcluir